Dica de vício garantido: 5 a seco e a delicada realidade de viver

Olá gente bonita! Quanto tempo, hein???? Ai, eu sei que deveria vir com mais frequencia…. Desculpem!!! Se você é do tipo que acha que “desculpas” não são suficientes quando damos uma bola fora, então espera até o final do post de hoje para decidir se eu estou perdoada. Desafio  qualquer um de vocês a não me desculparem depois disso… Qual é?! Depois dessa dica de hoje, vai todo mundo querer rezar por mim antes de dormir, mesmo quem não acredita em nenhum”Poder Superior”. rs  Vocês vão querer me convidar para as festinhas de aniversário de seus filhos e/ou sobrinhos e escrever um memorial em meu nome quando ganharem um prêmio importante. U.U Apertem os cintos, senhoritas, senhoras e senhores que eu vou introduzí-los ao meu mais novo vício musical.

Façamos agora um pequeno exercício mental: Imaginem agora a Liz batendo na sua porta, com um sorriso de comercial de pasta de dente, e dizendo: “Bom dia! Você tem cinco minutos para ouvir as músicas do 5 A SECO? Sua vida nunca mais será a mesma!”

2016-06-28 18.52.43

5 a seco é um coletivo musical, formado por Pedro Viáfora, Tó Brandileone, Leo Bianchini, Pedro Altério e Vinícius Calderoni (na ordem em que aparecem na foto acima, da esquerda para direita); 5 músicos fantásticos. Ok, ok, eu não entendo NADA de música, formalmente falando, mas não sou só eu que diz que os caras são bons: o grupo já é sucesso entre os críticos, estando presente inclusive no Prêmio da Música Brasileira deste ano com o novo álbum, intitulado “Policromo”. Todos os cinco são intérpretes e compositores, revesando o estrelismo que, com tanto talento junto, não cabe ser moldado em protagonismos mesmo. Sério! A coisa toda é tão maravilinda que eu não entendo como não tinha conhecido o trabalho desses moços antes!

O grupo foi formado em 2009 e teve seu primeiro e *** APAIXONANTE ***  DVD em um show de 2011 no Auditório do Ibirapuera. Deixando os dados “técnicos” de lado, o que mais me encanta — além da óbvia qualidade musical — são as letras: delicadas, cotidianas e poderosas. Nos lembram o poder e a gentileza das relações que construímos na realidade; com tudo que existe ao nosso redor, com a vida, com o Amor, com o mundo. Querem uma palinha? Me digam, quanto de música existe nesse amor aqui embaixo chamado “Pra você dar o nome“?

O que?! Os corações de vocês já se derreteram de amor???? Nãnãnãnãnã, não, senhoritas, senhoras e senhores!!! AINDA TEM MAIS. Escutem “Mesmo quando a boca cala“, essa preciosidade aqui embaixo:

Nomes conhecidos e experientes da música brasileira, como Maria Gadú e Lenine,  já gravaram com eles. As músicas conseguem unir o simples, o emotivo e o encanto do que é real. Com arranjos perfeitamente complexos e queridos, cada uma das músicas é um convite à reflexão. É impossível não sentir a força de músicas como “Ou não“, que o grupo gravou com Lenine:

Isso aí, gente, é só um gostinho. Quer se  maravilhar mais? Os caras disponibilizam o download dos álbuns no site do grupo http://www.5aseco.com.br/ .

Agora me digam: estou desculpada ou não??? Parem de doce e VENHAM ME AMAR, GENTE! hahaha Por último, vou de “Deixe Estar” para garantir os cartões de agradecimento de vocês. hahaha Beijo, gente, e boa noite!

Beijooooooo!!!!!!

Liz

Ps: A imagem foi retirada do perfil oficial do grupo no Twiiter oficial do grupo: 5 a Seco (@5aseco)

 

 

 

 

TAG: That`s true? (Isso é verdade?)

É TAG, meu pooooovoooooo!!!! E a Liz adora uma tag!!!

hahaha

Hoje responderei à TAG “That`s true?” (povo adora um ingrês, né… T.T) ou, em português, “Isso é verdade?”. Quem me indicou foi a Fernanda Torres, do blog Princess gamer Girl  e a brincadeira é listar 25 fatos sobre mim.

MAAAAAAAAAAAAAAS — olha a Liz fazendo poker face — somente 20 dos 25 fatos são verdadeiros. 5 deles serão lorotas e os indicados devem adivinhar quais são.

Parece divertido, não??? Vamos lá!

 

As regras são:

25 fatos sobre mim: sendo 20 fatos verdadeiros e 5 fatos falsos.

10 blogs indicados: para responder a TAG, onde cada blog vai ter 6 chances de adivinhar quais são os 5 fatos falsos.

Prêmio: o blog que acertar os 5 fatos falsos dentre as 6 tentativas, terão um post no blog que o indicou, dedicado exclusivamente ao seu blog (para ajudar a divulgar). Se você errar, é você quem terá que fazer um post para o blog que te indicou.

A resposta: os blogs terão 1 semana para responder, e assim que todos responderem, o blog que indicou revelará quais são as suas 5 mentirinhas.

O Motivo: ajudar a divulgar o blog entre os leitores dos outros blogs, nos conhecermos um pouquinho e fazer amizades entre os blogueiros.

Bom, vamos lá, os 6 fatos que acho falsos da Fernanda:

5- Já morei em Recife/PE;

7 – Tenho tatuagem;

8 – Pretendo ser uma delegada;

12 – Meu sonho é casar;

25- Sou vascaína.

Agora os 25 fatos sobre mim:

1 – Sou canhota — mó sacrifício encontrar carteira na escola, cara!;

2 – Adoro churrasco — só de lembrar, já dá água na boca…!;

4 – Tenho tendinite no braço direito inteiro: no punho, cotovelo e até no ombro — tá tudo fudid@, meu povo… Tudo, tudo…;

5 – Já participei de um dorama — hahaha Foi muito legal!;

6 – Eu tenho a necessidade aguda de cantar enquanto lavo louça — Vai ver ajuda nas passadas de esponja, vai entender?;

7 – Fiz aulas de judô, natação e ballet na infância — Sim, eu era uma obesa bastante ativa… U.U;

8 – Tenho uma irmã gêmea — ❤ Igual a mim, só que melhor!!!;

9 – Li Harry Potter e a Pedra Filosofal 32 vezes — Eu sempre queria voltar para Hogwarts…;

10 – Sou uma pessoa organizada — Me dá nos nervos, tudo jogado! Aff, não se encontra nada!;

11 – Eu detesto ler Aluízio Azevedo — Oh cara CHATO! O Cortiço deve ser a pior obra da literatura brasileira… Detesto muito!;

12 – Namoro com a mesma pessoa há mais de 8 anos — Não entendo como! hahaha Quando percebi, já tinham-se ido 8 anos;

13 – “Roubei” o fusca do meu pai quando tinha 9 anos de idade — Uma criança tem direito à fazer arte, não?;

14 – Tenho uma queda enorme pelo Darren Criss — Aqueles olhos verdes são irresistíveis;

15 – Tenho coleção de canecas nerds — Precisa de explicação?! Gente, é muito demais!!!;

17 – Eu adoro o cheiro de gasolina — Ah, os tóxicos… hahaha;

18 – Já lancei cabeção-de-nego com estilingues no quarto da vizinha — Uma criança tem direito à arte {2};

19 – Já nadei ao lado de uma arraia — Foi o maior susto. Mergulhar de boa e dar de cara com o bicho, assim, do nada…;

20 – adoro comer takoyaki — Gente, comida japonesa é o que há! E aquela textura me dá água na boca!;

21 – Já fiz curso de japonês, inglês e italiano — “por que?”, vocês perguntam. “Porque é legal”, eu respondo. U.U;

22 – Já briguei com um professor na escola — Meu maior ato adolescente na vida, suponho…;

23 – Canto Lionel Rich como se minha vida dependesse disso — Como resistir?!;

24 – Amo comer churros — Se tivesse campeonato de quem comia mais, eu entrava. Queria ver quem tiraria a coroa das minhas mãos, baby!;

25 – Sou meteorologista — o que significa um bocado de telefonemas de parentes, perguntando se vai chover no final de semana.

Prontooooo!!!!!! E aí, alguma ideia do que é lorota, o que é verdade???? Acho que algumas são bem óbvias mas outras… hahaha

Bem, eu nunca tenho muita gente para indicar… Blog pequeno é assim mesmo! haha

Meus indicados:

(OBS: Gente, essas indicações são meros CONVITES. Por favor, sintam-se à vontade para não aderirem à TAG, caso não queiram. Sei que foi meio falta de educação taguear sem pedir autorização prévia. Quem não quiser participar, tá de boa, de verdade. Não precisarei de  tratamento por isso, não se preocupem! Ok?)

1 – Menina das Estrelas

2 – Diversidade Literária

3 – Eis a Questão

4 – Alucinações da Alma

5 – Bela Hanajima

Eu só vou taguear essas 5, mas se você curtiu a brincadeira e quiser fazer, sinta-se devidamente tagueado (a)!

INFORMAÇÕES IMPORTANTES:

Blog que criou a TAG: Até Segunda

Blog que me indicou: Princess Gamer Girl

Link da TAG Original: Tag Original | Regras(detalhes)

Beijo, meu povoooo!

Liz.

Da série: Pareço boazinha mas… [1] detesto pessoas internamente.

Ok, essa é uma tag beeeeeeeem diferente. A Cassis do blog Menina das Estrelas bolou uma tag literária muito legal: Pareço boazinha mas… , onde temos que escrever cinco textos sobre aspectos em que não somos muito “bonzinhos” . Eu AMEI a ideia, claro! Afinal, tag falando das coisas boas da nossa vida tem uma porção… Eu amei esse desafio! ❤

Enfim, as regras são as seguintes:

1- linkar quem te tagueou;

2- Escrever cinco textos com a temática “Pareço boazinha/bonzinho mas…”;

3- Taguear cinco pessoas para responder.

Não tem imagem da tag, porque — na boa — não precisa, precisa? ❤  haha Estão preparados? Vamos lá! Meu primeiro textinho:

(As figuras desta série foram retiradas de uma das minhas páginas preferidas do Facebook: Paneloviski)

[1] Pareço boazinha mas… detesto pessoas internamente.

Há um tipo de pessoas que simplesmente descasca boas vontades em um simples tuncar, uma palavra perdida e um julgamento explanado. Essas pessoas que escarram idiotices a torto e a direito, que espalham suas fantasias destorcidas como se fossem verdades divinas; que enterram minha boa vontade da indiferença por existirem no mundo em camadas de impaciência e vergonha social alheia, recebem meu sorriso de vidro. Bonito e resplandescente se olhado de relance mas — ah, tão óbvio, tão claro… Como ninguém o vê, meu Deus? — quebradiço como vidro fino, sustentado pelas camadas de conveniência e preguiça que me sugam ao me envolver com esse tipo de gente. Eu me lembro que nem sempre fora assim. Eu me lembro de quando eu metia o dedo em riste frente à face da escrotidão, mas com o tempo, a infâmia de sua prole numerosa vem me ganhando em cansaço.  Estão por todo lugar, Deus nos ajude! Lotam do Facebook às calçadas do bairro e se aglutinam — ainda que cada um no seu canto — não se misturam, realmente, pois nem elas suportam seus iguais, em verdade — em montanhas de pré-conceitos, julgamentos batidos e receitas de opiniões que — Jesus! — cansam cada pequeno estalo de racionalidade e controle que tenho em mim.  Cansativo, falar para quem só ouve sua própria voz… Então, admito, na maioria das vezes sorrio e aceno, calada fico e saio de perto. A menos que a causa se faça justa frente à perda de energia necessária para meter minha opinião — a exemplo deles — goela abaixo e deixá-la pairando, úmida, em uma afronta de incredulidade do óbvio, mantenho-me lúcida e covardemente ignorando-os, apenas detestando suas atitudes em silêncio; enquanto cego-lhes os olhos com o brilho opaco de um sorriso de vidro barato.

Texto da figura: “O prejulgamento já não se contenta em ficar na calçada, no fim da tarde, na velha cadeira de balanço. Ele quer plateia. Os cochichos foram amplificados, os boatos ganharam asas, a maledicência descobriu a praticidade de viajar pela rede. Um gigantesco exército de “analistas”se agrupa para mais um dia de bombardeio. Que luta inglória, meu Deus!”

 

Primeira indicada: a maravilhosa Ana Santiago, do blog Diversidade Literária. ❤

Beijo!

Liz.

Doramas que AMO: 1 – Itazura na Kiss

Gente, resolvi tentar salvar a alma de vocês também e falar de Doramas! E para começar, escolhi o meu dorama favorito:

イタズラなキス!!!

(Itazura na kiss)

\o/

Descrição da figura: Em primeiro plano, Kotoko está de frente, sorrindo enquanto Naoki está de lado dando um beijo em seu rosto. Os dois estão de uniforme escolar: gravata listrada vermelha e branca, blaiser azul escuro e saia/ calça quadriculada. Ao fundo, tem o logo do dorama.

Primeiro, vamos esclarecer uma coisa: Vocês sabem o que é dorama?! Não?!!! Oh, a definição do bom e velho Wikipédia é: ” a definição generalizada do gênero série de televisão oriental, seja ela J-Drama (drama japonês), K-Drama (drama coreano), TW-Drama (dramataiwanês), C-Drama (drama chinês) e até mesmo os Live-Action (filmes/ séries de adaptações de mangás, animes ou livros)”. Portanto, galerê, é isso mesmo: Doramas são séries/novelas asiáticos. A palavra vem da palavra inglesa, drama. O tipo de atuação é bem diferente do nosso (ocidental) e nossas diferenças culturais gritam em cada episódio. Um exemplo? Demonstrações de afeto. Digo: beijos, abraços, andar de mãos dadas. No Japão, por exemplo, é incomum casais se abraçarem em público. Beijar, então, nem pensar!!! hahaha Por isso, nós meio que ficamos torcendo por um beijo nos doramas. Mas quando acontece… Ah, gente, é tão fofo, tão esperado, tão querido! :3 hahaha A atuação envolve bastante expressão corporal e facial, então é bem engraçado, na maioria das vezes. Se vocês se acostumarem, com certeza se apaixonarão! As histórias nos envolvem sem ter as apelações com que estamos acostumados na mídia ocidental e isso, senhores, é muito refrescante. Recomendo tentarem, de verdade!

Fonte: http://www.vb.eqla3.com/showthread.php?t=1430707. Descrição do gif: em preto e branco, Kotoko manda um beijo e roda em torno de si mesma, com os braços estendidos, sorrindo. Termina com ela aninhando o rosto com as duas mãos, numa expressão de felicidade.

A pessoa que, como eu, curte muito dorama é chamada de “dorameira“. Eu sou uma dorameira de carteirinha e hoje trago para vocês o meu dorama favorito: Itazura na Kiss! \o/\o/\o/ A história é baseada no mangá homônimo de Kaoru Tada e a primeira temporada  (só vou falar da primeira parte neste post, para deixar gosto de quero mais!!!!) conta a verdadeira saga (risos…)  da estudante do ensino médio chamada Kotoko Aihara para conquistar o amor do gênio-bonitão-super-bom-em-tudo-que-faz e intragável Naoki Irei, depois que ela finalmente confessa seu amor a ele; após 2 anos alimentando esse sentimento em segredo.

Fonte: https://laproom.wordpress.com/2014/11/19/dorama-itazura-na-kiss-love-in-tokyo/. Descrição do gif: Em fila estão Irei Noriko (mãe do Naoki), Kotoko, Satomi (amiga de Kotoko) e Jinko (amiga d Kotoko) em seus uniformes escolares. A Senhora Irei está fazendo um movimento de apontar em uma direção, imitado por Satomi e Jinko, enquanto Kotoko olha para onde elas estão apontando com uma expressão desconsolada. Senhora Irei fala: “Vá, Kotoko!”

Para contextualizar: Muitas escolas japoneses descriminam as classes em índices de aproveitamento acadêmico. É o que acontece na Escola de Ensino Médio Tonan, onde nossos protagonistas estudam. Nela, na pior turma da escola, está a Kotoko, uma aluna muuuuuuuitoooooo ruim, que foi cair de amores logo pelo melhor aluno do país, Naoki! Mas, apesar de inteligente e bonitão, Naoki é INACREDITAVELMENTE intragável, frio e antissocial. E detesta pessoas “estúpidas”. Então, gente, vocês já podem imaginar no que deu: Quando ela resolve se declarar para ele, entregando-lhe uma carta de amor na frente de toda a escola, ele a rejeita sem nem piscar os olhos, na frente do galerê todo!

Descrição da figura: São quatro quadros. O primeiro, mostra Naoki olhando para carta que Kotoko segura nas mãos, com cara de desagrado. Kotoko diz : “Poderia ler isso, por favor?”. O segundo quadro, mostra Kotoko d frente, segurando a carta sem olhar para Naoki, com uma expressão de nervosismo. Kotoko diz: “Eu sou Aihara Kotoko, da classe F”. O terceiro quadro, é um foco na carta sendo estendida para Naoki. O quarto, é um close no rosto de Naoki que, desagradado, diz: “Não quero”.

Ela decide, então,  esquecer um cara tão miseravelmente frio e, afinal, está animada com a mudança para a casa nova. Assim, o dia não termina tão mal para a pobre Kotoko, que resolve focar na mudança da tão sonhada casa própria e — foca na atitude! — desistir do bofe escroto. Mas como alegria de pobre dura pouco e — em doramas – dura menos ainda, a casa dela ainda desaba no dia da mudança, em um acidente RIDÍCULO (não vou falar o que aconteceu, para manter o mistério… hahahaha) e ela e o pai, ficam sem lugar para morar. A coisa toda é tão inacreditável, que até uma equipe de televisão faz uma entrevista com o pai dela, sobre o acontecido. O.O hahaha (A cena da entrevista é HILÁRIA! Eu adoro o pai dela, todo chorão! hahaha)

É quando um amigo de infância de seu pai os convidam a passar um tempo em sua casa até terem onde morar, entrando em contato com eles por causa da tal reportagem. A sorte sorri (melhor dizendo, ri na cara… hahaha) outra vez à nossa heroína que, depois de esculachar Naoki na frente da escola, dizendo que não precisa da ajuda dele, descobre que o tal amigo do pai é, ninguém menos, QUE O PAI DELE!!!! hahaha Será que morando juntos, Kotoko será capaz de tocar o coração do perfeito Naoki?

Descrição das figuras: São duas figuras. A primeira, mostrando a parede folhada da casa da família Irei com a placa “Irei Family”. A segunda, mostra Kotoko e seu pai no carro, na entrada, olhando para a placa. O pai dela está com uma expressão indiferentes, enquanto ela faz uma expressão de choque.

Vocês conseguem imaginar a cara dela, quando se encontrou com ele, na casa dele???? hahahahhaa Pobre Kotoko, e ela tinha sido tão firme na sua resolução de esquecê-lo!  Com a convivência, fica mais difícil para ela o esquecer e com o super apoio da mãe de Naoki, Irie Noriko ( que deve ser a mãe mais louca e alcoviteira da história dos doramas!), Kotoko decide lutar por seu amor e fazer com que ele se apaixone por ela. Enquanto isso, um dos seus melhores amigos, Kin-chan, é super louco por ela (bem, do mesmo jeito que ela é louca pelo Naoki…e é um cara muito fofo também) e quer conquistar seu coração . O que dá muita vontade de torcer para que os dois fiquem juntos, porque… Vou te contar, Irei-kun consegue ser o cara mais idiota do planeta de vez em quando!

Descrição: São duas imagens, lado a lado. Na primeira, vista de cima, estão Kotoko e Kin-chan, ambos usando seus uniformes escolares. Kin-chan está com o braço sobre os ombros de Kotoko e ambos estão sorrindo. A segunda imagem, vista de baixo, mostra Naoki olhando para eles, com a expressão quase inexpressiva mas com o olhar incomodado.

O dorama é cheio de situações inesperadas e divertidas e todos os personagens são legais. Como, por exemplo, quando ela decide que vai entrar na lista dos 100 melhores alunos da escola e arma um esquema para ele ensiná-la. É muito fofo vê-lo começar a olhar para ela como se ela fosse algo inesperado. Acho que ela conseguiu abrir um pequeno buraco no gelo daquele coração frio do Irei-kun nesse momento… Kotoko também viaja MUITO na maionese e seus devaneios também são hilários, por serem tão irreiais.

Fonte: http://annyeongdramas.blogspot.com.br/2013/12/itazura-na-kiss-love-in-tokyo.html. Descrição do gif: Naoki está descendo as escadas da escola enquanto Kotoko vem andando na direção da escada pelo corredor. Eles se cruzam no ponto baixo da escada, Kotoko diz, nervosa, sem olhar para ele: “Obrigada”. Naoki, sem dar nenhuma mostra de que a tinha escutado e sem parar de andar, responde: “Boa Sorte…”. Ambos seguem seu caminho, ela descendo e ele seguindo em frente.

O incrível da história é que, mesmo a Kotoko me irritando muito (gente, ela ama esse homem… Quero dizer, ela o ama desmedidamente e isso dá raiva de vez em sempre!), mesmo eu querendo dar um soco no Irei-kun episódio sim, episódio não; mesmo eu morrendo de pena do Kin-chan, mesmo tudo… Eu ainda não consigo desgrudar desse dorama. Toda vez que eu começo a assistir, tenho que ver até o final! Os personagens sào diferentes entre si e muito cativantes. É impossível não torcer pela Kotoko e não vibrar com cada gotinha que cai do coração degelante de Irei Naoki!

    

Esse é só início da primeira temporada, minha gente! Não vou contar mais, porque só sairia spoiler dos meus dedos! haha

Gente, eu amo tanto esse dorama, que já assisti à todas as versões produzidas: A versão japonesa, de 1996 — que não foi boa, na minha singela opinião;  a versão taiwanesa, de 2005 — que é absolutamente SENSACIONAL. Os atores tem muita química e ficaram perfeitos nos papéis. Foi a versão que fez a série toda, e merecem palmas de pé, porque foi muito boa. Zhi Shu e Xiang Xin (os nomes dos personagens de Irei Naoki e Aihara Kotoko) foram interpretados por Joe Chang e Ariel Lin, que arrasaram MUITO nos papéis e foram os responsáveis por eu me apaixonar pela história. Eles ficaram tão bem juntos, que rolou até um abaixo assinado dos fãs taiwaneses para que ficassem juntos na vida real! hahahaha Povo doido, meu Deus! Mas a química era inegável!O nome da versão taiwanesa é “It started with a kiss”. A versão coreana, “Playful Kiss”, de 2010 — que foi muito boa, também, apesar de trazerem a história toda compilada em uma única temporada. Os atores são muito bons e deram um ritmo mais romântico à história. E, por fim, o remake japonês de 2013, o “Itazura na Kiss – Love in Tokyo”, que é o que estou mostrando para vocês. Comparando com o mangá, essa é a versão mais fiel à obra original, no sentido de que as personalidades do Irei-kun e da Kotoko-chan são praticamente idênticas às do mangá. De fato, Furukawa Yuki está tão bem no papel, que dá vontade de mandar ele ir para esquina plantar batatas quase todo episódio. hahaha E Miki Honoka está fazendo a Kotoko mais kawaii (lê-se, “fofa”) de todas! Até o figurino, parece seguir a linha da personagem original. Estou amando.

Bem, gente, espero que o bichinho dos doramas tenha picado alguém aí! Quem sabe, eu não consegui salvar a alma de alguém, de fato?

Só o que eu posso desejar é que vocês se divirtam muito com a história (a primeira parte dela, pelo menos) de Kotoko e Naoki e que torçam para que acabe com um final feliz, do jeito que eu torci. Não vou enganar, o coração dói de vez em quando, mas é muito bom se envolver com eles! Só mais um aviso: A segunda temporada é ainda melhor do que a primeira!!!

  • Onde assistir (online): Drama Fever 
  • Número de Episódios: 16
  • Canal que produziu: Fuji TV TWO
  • Período de lançamento: 29/03/2013 a 19/07/2013

Beijo, meu povo, e bom dorama para vocês!!!!

\o/

 

Liz.

 

 

O Céu resplandesce ao meu redooooooor!!!

Eu sei que venho trazendo um montão de vídeos ultimamente, mas é praticamente inevitável. Hoje, foi mal meu povo, mas tem mais um. Dessa vez, é para os Otakus de plantão: um live action SENSACIONAL de nada mais, nada menos, do que Dragon Ball Z, meu povo!!!!

Dragon Ball, meu povooooooo!!!  *o*

Esse live action foi inteiramente produzido e bancado por fans saga e a proposta inicial é virar uma web série; caso tenha o alcance necessário para atrair mais investimentos. A qualidade do piloto superou todas as minhas expectativas, principalmente por ser um vídeo “amador” e pelo teor do conteúdo (qualquer um que consegue fazer uma transformação saiajin não parecer a coisa mais ridícula do planeta, merece muito crédito!). A caracterização está excelente (figurino EXEMPLAR, senhores!!!!) e os efeitos especiais estão muito bem feitos. A edição merece um elogio à parte! Qualquer um que conseguiu editar aquelas lutas sem deixar absolutamente artificial merece um high five de primeira. Outra coisa de enlouquecer os fans: o jogo de câmeras lembra MUITO os quadros de cenas do anime também, até os closes e poses. Enfim, o resultado geral é extremamente positivo, na minha opinião.

A série é seria adaptação de um especial de televisão conhecido como A História de Trunks. Nessa história, Gohan e Trunks devem combater os Androids que conseguiram derrotar Goku e os guerreiros Z.

Ficou curioso?! Confiram o Piloto abaixo e me digam o que acharam!

Beijooo!

Liz.

Lista #1: Sambas enredos

É CARNAVAL MEU POOOOOVOOOOOO!!!

E, claro, você pode até não gostar de Carnaval, mas é indiscutível o significado desta festa na nossa identidade cultural. O Carnaval representa o brasileiro em origem, festa criada pelos mestiços que deram corpo ao nosso país, com a marca do semba, do jongo e do keto, do tambor de crioula e da dança dos mamelucos. É nossa raiz todinha, desde a criação das escolas de samba a partir dos terreiros que abrigavam os pobres expulsos das regiões centrais pela urbanização até na ginga peculiar do carioca. Esse é o contexto da criação das grandes escolas de Samba do meu amado Rio de Janeiro: com as reformas urbanas que culminaram no governo de Pereira Passos, com a destruição dos cortiços e estalagens do centro do Rio, os pobres (que eram compostos em essência, por negros e mestiços, vítimas modernas das eternas consequências do período escravista), foram expulsos de suas casas, obrigados a montarem moradia em lugares desocupados: assim surgiram as primeiras favelas do Rio e começou a ocupação da Baixada Fluminense do estado. Junto com eles, subiu o morro sua música, religião e identidade e com eles, nos terreiros que abrigavam a todos os desamparados, nasceu o Samba como o conhecemos.

Lindo, não? O samba nasce como reflexo da dor e da capacidade de se alegrar com as pequenas situações do dia a dia. Nasceu com os tambores da fé dessas pessoas, nasceu com a esperança e o orgulho de uma matriz, há muito perdida, em dignidade e conhecimento. O samba, portanto, é o Rio, mesmo que a gente PHYNA de plantão torça o nariz para isso.

Por isso, gente bonita, listei alguns sambas enredo repletos de história, para vocês, que não conhecem os sambas antigos, verem como se contava história na Sapucaí. (Gente, não está em ordem de preferência, hein!)

Prontos?

VAMOOOOOOOOS LÁÁÁÁÁÁÁÁ COMUNIDADE DA OFICINAAAAAA!!! A HORA É EEEEEESSSAAAAAAAAAAAAAAA!!!

=D

1-  Portela – 1984 – Contos de Areia

Autoria: Dedé da Portela e Norival Reis, esse samba foi eleito em uma pesquisa com telespectadores da maior rede de televisão do nosso país (A Globo) como o samba mais inesquecível do Carnaval carioca.

2- Vila Isabel – 1988 – Kizomba, a Festa das Raças

De Martinho da Vila. Esse é um dos meus sambas favoritos e é uma das primeiras músicas que me lembro de ouvir na vida (meu pai sempre cantava sambas enredo pela casa e acho que foi assim que acabei pegando o gosto pela coisa). É um samba forte, que proclama a essência do nosso povo: mistura, a festividade, nós. A Festa das Raças é o Carnaval, não é mesmo? 

3- Império Serrano – 1982 – Bum Bum Paticumbum Prugurundum

De autoria de Aluizio Machado e Beto Sem Braço, o título original do samba era “Praça XI, Candelária e Sapucaí”, mas as carnavalescas da escola, na época, optaram por adotar a onomatopeia do surdo para simbolizar melhor o enredo. A Escola da Comunidade da Serrinha, em Madureira, levou à sapucaí a essência do Carnaval e garantiu o título de 1982.

4- Viradouro – 1997- Trevas! Luz! A explosão do universo

De Joãosinho Trinta. Outro Samba que faz parte da minha infância! Esse samba é a marca da escola de Niterói na minha memória. A Unidos do Viradouro garantiu o título de 1997 com este enredo sobre os primeiros instantes da criação do mundo e a teoria do Big-Bang.

5- Império Serrano – 1964 – Aquarela do Brasil

De Silas de Oliveira. Esse deve ser um dos sambas mais conhecidos de todos os tempo e um dos mais venerados. Com razão, é uma exaltação ao meu Brasil! Lindo demais!

6- Mangueira – 1994 – Atrás da Verde Rosa só não vai quem já morreu!

De   David Corrêa/paulinho Carvalho/carlos Sena/bira Do Ponto. Minha AMADAAAAAAA Verde e Rosa não poderia ficar de fora, com sua homenagem à música dos “doces bárbaros” da Bahia: Gilbeto Gil, Caetano Veloso, Gal Costa e Maria Betanha!

7- Acadêmicos do Salgueiro – 1993 – Explode Coração.

De Leonel, Luizinho Professor, Serginho 20, Sidney Sã e Claudinho  . Gente, esse samba não pode faltar!!! Espetacular, escutar a Furiosa tocando esse sambão! O Salgueiro contou a história da viagem de navio entre Belém e o Rio de Janeiro, que geralmente era feita por navio com prefixo Ita, mas foi o samba que ficou marcado. Na verdade, é de consenso geral que o Salgueiro garfou o título deste ano por causa deste sambão!!!

8- Mocidade – 1992 – Sonhar Não Custa Nada! Ou Quase Nada!

De Paulinho Mocidade, Dico da Viola e Moleque Silveira. Gente, muito amor por esse samba! (Minha infância está passeando neste post!). A Mocidade ficou em segundo lugar neste ano, com enredo sobre sonhos.

9- Portela – 1970- Lendas e Mistérios da Amazônia.

De  Catoni, Jabolo, Waltenir. Gente, eu AMO esse samba de paixão (ah, a infância…)! Lendas da minha veia indígena, meu Deus, como não se emocionar com essa homenagem à mitologia dos índios do meu amado Brasil????! Esse sambão é ÉPICO e considerado uma das estrelas do hall dos maiores sambas enredo da história!

10- Imperatriz Leopoldinense – 1989 – Liberdade, Liberdade, abre as asas sobre nós!

De Jurandir. SAMBAÇO da Imperatriz Leopoldinense, me arrepio toda vez que ouço! O trecho que dá nome ao título vem do hino da Proclamação da República do Brasil. Imperatriz Leopoldinense foi campeã nesse ano e esse samba é considerado por muitos como o melhor samba do Carnavl carioca. Eu não discordo, não!

 

Gente, listei esses 10, mas tem tantos outros que amo muito e que fizeram parte da minha vida de forma especial! De repente, eu volto com mais listinhas depois!

hahaha

Divirtam-se! E bom final de Carnaval, meu povo!

Beijo!

Liz.

Só mais um, por favor!!!!…

— Oi, pessoal, meu nome é Eliza.

A Platéia, sentada em roda ao meu redor, responde: “Oi, Eliza”

— E hoje estou aqui para me abrir com vocês.  — respiro fundo, engulo as lágrimas e admito — Eu sou viciada em testes de internet.

— Aguente firma, Eliza, estamos torcendo por você. Lembre-se: Um dia de cada vez!

=D hahahahahhaaha

Gente, tenho algo a confessar: Sou uma pessoa altamente propensa a vícios. Sério mesmo. Sorte minha não beber nem fumar, senão só Deus sabe o que seria de mim… Dentre os meus vícios que permanecem sob controle — na maior parte do tempo — devido ao meu senso de dever para com os estudos, estão: assistir à séries, desenhar, ler e, claro, assistir a doramas. Definitivamente, doramas.

Doramas… Um vício que preciso me tratar.

De fato, eu tento nem começar a ver doramas novos, porque minha vida se resume à uma palavra, do primeiro ao último episódio: ESCRAVIDÃO! hhahahaha Eu viro cativa da história, simplesmente preciso terminar!

Bem, gente, hoje venho falar de um vício que — não importa o quanto eu tente — NÃO CONSIGO PARAR!!! \O/ Se alguém aí já leu nesse post, já sabe que eu tenho um vício bem peculiar (na real, acho que todo mundo gosta disso, mas não admite! U.U Falo mesmo!): TESTES DE INTERNET! ❤ ❤ ❤ (gente, amo demais!)

Eu amo testes de personalidade! hahaha E, para plantar a sementinha do mal e tentar viciar vocês também, abaixo tem 10 testes que já fiz (Só 10, minha gente! Porque minha lista de testezinhos ❤ ❤ ❤ é beeeeeeeeeeeeeeem longa! hahaha). Assim, vocês podem conhecer um pouquinho mais sobre mim, também, enquanto se divertem! \o/

haha

1- Which Greek God or Goddess are you? (Qual dos deuses Gregos é você?)

http://www.playbuzz.com/goodmantheatre10/which-greek-god-or-goddess-are-you

Adivinhem?… hahaha eu já dei dicas disso em alguns posts, mas vou ser mais direta agora: Eu sou passional, meus sentimentos sempre são extremos: em geral, meu amor e meu ódio são avassaladores. Sabem quem eu sou??? Posso ser um pouco dominadora, também…

tcharam tcharaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaam (música de suspense)

Eu sou Posseidon! ❤ ❤ ❤ O Rei dos Mares e das Tempestades! ❤

2- Whose Greek God/Goddess child would you be? (De que deus/deusa grego você seria filho/filha?)

http://www.playbuzz.com/ainhizea10/whose-greek-god-goddess-son-daughter-would-you-be

Mais uma da série “Mitologia Grega”. Essa é ótima para os fãs de Percy Jackson descobrirem qual o seu chalé no Acampamento Meio-sangue! hahaha E, mais uma vez, meu sangue não é negado:

                 Salve Eliza de Angelo, filha do Deus do Mar!!! \o/

Deu Posseidon, é claro! =D

3- What Animal Were You In A Past Life? (Que animal você foi na sua vida passada?)

http://www.playbuzz.com/simones10/what-animal-were-you-in-a-past-life

Eu nem mesmo acredito em vidas passadas, mas tive que fazer esse! (Ah, o vício…!) Eu fui um Lobo!!! ❤ E amo lobos, então amei o resultado! haha

4- Qual é o seu deus Nórdico? 

Mais uma da série de mitologias (ih, gente, eu faço TANTOS de mitologia…!).

http://pandemicquiz.com/pt/q/quiz/qual-e-o-seu-deus-nordico#.VMWabEfF_ik

Eu sou Tyr! Não conhecem? Olha a descrição: “Com um forte senso de justiça, Tyr é seu deus. Tyr é o deus da lei, e da glória no combate. Empunha uma espada, símbolo da justiça, e inspira valentia. O fato é que ele é tão valente que quando lhe pedem que meta a mão na boca de um lobo, não hesita. Assim ele perdeu a mão, mas fez o que tinha que ser feito. Assim é seu deus!”… Bem o meu jeito mesmo, sou senso de dever puro!

U.U (Infelizmente…)

5- Qual personagem da Literatura Clássica é você?

http://pandemicquiz.com/pt/q/answer/qual-personagem-da-literatura-classica-voce-e#.VMWbzEfF_ik

O resultado me surpreendeu: sou Elizabeth Bannet! ❤ O.O Orgulho e Preconceito é o meu Jane Austen favorito, então AMEI o resultado! E tenho uma queda pelo Sr. Darcy, devo confessar… haha

6- Qual vilão de cinema existe dentro de você?

http://pandemicquiz.com/pt/q/answer/qual-o-vilao-de-cinema-que-existe-dentro-de-voce

 TREMEI, senhores! Dentro de mim existe nada mais, nada menos do que Hannibal Lecter! O__O

7- Qual figura histórica é você?

http://pandemicquiz.com/pt/q/answer/qual-figura-historica-voce-e

Eu, DIVANDO, sou ninguém menos que um dos meus ídolos: Albert Einsten! BABEM!

8- Que lugar da ficção você deveria viver?

http://pandemicquiz.com/pt/q/answer/em-que-lugar-da-ficcao-voce-deveria-viver

E não deu outra: HOGWARTS! Sempre foi minha casa, mesmo… ❤

9- Wich Superhero/Villain Relationship Matches Your Personality? (Qual superherói/ vilão combina com a sua personalidade?)

http://www.playbuzz.com/jackstein10/which-superhero-villain-relationship-matches-your-personality?

 I`m Bruce Banner, baby! E, seja o destino, seja o vício, eu acabei sendo o Físico! hahaha Sempre gostei do Bruce, por alguns motivos: ele é super fofo (como pessoa), é mega inteligente e, claro, apesar de existirem muitos nerds LINDOS no mundo Comics (o que me faz cair por eles, vez após vez <3) é o fato dele ser Físico  que sempre me fez AMAR o Huck! ❤ haha E quando eu me estresso… Bem, gente, eu sou o Huck. Apenas.

10- Wich famous piece of art are you? (Que obra de arte famosa é você?)

http://www.playbuzz.com/goodnet10/which-famous-piece-of-art-are-you

 Eu sou o maravilhoso, emocional e moderno “The Kiss”,do pintor austríaco Gustav Klimt! ❤

Nem preciso dizer que DIVEI em todos os resultados!

hahaha

E agora, vocês ficaram sabendo um pouquinho mais sobre meu maior vício (E, quem sabe, eu não consegui viciar alguém aí também…?!). E vocês, meu povo? Qual é o vício de vocês?! Ei, sem chamego! Podem revelando!!!

hahaha

Beijos!

Liz.